Quem somos

Um mundo melhor, mais consciente e solidário.

O Movimento Gota D’ Água surgiu da necessidade de transformar indignação em ação. Queremos mostrar que o bem é um bom negócio e envolver a sociedade brasileira na discussão de grandes causas que impactam o nosso país. Utilizamos nossa experiência em comunicação para dar voz aqueles que se dedicam a estudar o impacto que as decisões de hoje terão no amanhã. Apoiamos soluções inteligentes, responsáveis, conscientes e motivadas pelo bem comum. O Gota D’Água é uma ponte entre o corpo técnico das organizações dedicadas às causas socioambientais e os artistas ativistas e você.


Quem?

Belo Monte

A primeira campanha do Movimento discute o planejamento energético do país, que pretende construir mais de 50 hidrelétricas na Amazônia, através da análise do projeto da hidrelétrica de Belo Monte no Rio Xingu. O braço técnico desta campanha é composto por especialistas ligados a duas organizações de reconhecida importância para a causa: "Movimento Xingu Vivo Para Sempre" e "Movimento Humanos Direitos".

Conselho Movimento Gota D'Água

Maria Paula Fernandes, Sergio Marone, Marcos Prado, Tica Minami, Juliana Helcer, Enrico Marone, Ana Abreu, Luciana Soares de Souza, Ana Luiza Chafir, Thiago Teitelroit, Maria Paula Fidalgo, Luiza Figueira de Mello, Fernanda Mayrink, Miguel Pinto Guimarães.

Conselho Belo Monte

Antônia Melo, Ricardo Rezende, André Villas-Bôas, Eduardo Viveiros de Castro, Marcelo Salazar, Pedro Bara, Ricardo Baitelo.

O que fazemos

Hoje existem inúmeros caminhos para a geração e disseminação de informação e nossa proposta é usar estas inovações para seduzir e mobilizar a sociedade. A missão do Gota D’Água é sensibilizar a população para causas sociais e ambientais utilizando ferramentas de comunicação em multiplataforma. 

NOSSA HISTÓRIA

Tudo começou com uma gota de esperança, uma boa dose de indignação e a convicção de que nossas escolhas definem o nosso Futuro. Em apenas dois meses, reunimos um grupo de atores e profissionais talentosos, conscientes e corajosos para questionar a construção da hidrelétrica de Belo Monte - a mais agressiva intervenção na maior floresta do mundo!


É a Gota D’Água +10

Um milhão de gotas pela vida

Quando o contador de assinaturas começou a se movimentar de maneira frenética, descobrimos que a nossa sede de participar da discussão sobre os rumos que o Brasil vem escolhendo era a de muitos. Em uma semana alcançamos 1 milhão de assinaturas com uma campanha totalmente independente e sem qualquer apoio financeiro ou institucional.

Nosso trabalho foi alvo de críticas por usarmos uma linguagem simples, leve e irreverente. O que nossos críticos não entenderam é que essa foi uma escolha consciente. Ao simplificar o entendimento de um tema tão complexo e pesado, demos a chance para um maior número de pessoas conhecerem este dilema. A partir de então, levantamos e aprofundamos a discussão, apontando os principais questionamentos e ouvindo as explicações de diversos especialistas no assunto.


Rebate I e II


Eduardo Viveiros de Castro na Expedição Xingu

VEJA como são as coisas

Quando a revista Veja publicou uma capa reativa ao impacto do nosso movimento, nós estávamos justamente em Altamira, epicentro da confusão. Fomos a convite das lideranças indígenas e tivemos o privilégio de vivenciar a magnitude do rio Xingu e da floresta. E foi pela voz dos moradores daquela região que demos resposta à matéria visivelmente tendenciosa.


Pimenta nos Olhos dos Outros É Refresco

Tsunami em Brasília

Em dezembro, o Movimento Gota D’Água fez a entrega simbólica das 1.4 milhão de assinaturas no Palácio do Planalto, em Brasília. Usamos 29 mil páginas de jornal velho para dar uma idéia do volume em papel e evitamos assim o desperdício e a geração de lixo. A petição em formato digital foi entregue junto com uma carta endereçada à presidente Dilma Rousseff para os ministros Gilberto Carvalho (Secretaria Geral da Presidência da República), Edison Lobão (Minas e Energia) e Izabela Teixeira (Meio Ambiente). O governo foi irredutível  quanto à paralisação da obra, mas reconheceu falhas no processo de Belo Monte e se propôs a ampliar o diálogo sobre a política energética brasileira.


Entrega da petição 20/11/2011

Nosso oceano

Nessa intensa trajetória, o Movimento Gota D’Água conta com o apoio de importantes organizações que atuam em causas socioambientais. Além dos parceiros Movimento Xingu Vivo Para Sempre e Movimento Humanos Direitos, temos ao nosso lado Amazon Watch, Instituto Socioambiental-ISA, Floresta Faz a Diferença, Greenpeace, WWF-Brasil e International Rivers. Todo material que produzimos tem por base os dados dos parceiros acadêmicos de diversas instituições de pesquisa do país. Todos eles são integrantes do Painel de Especialistas que elaborou o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) de Belo Monte. Afinal, nossa missão é dar voz àqueles que se dedicam a estudar o impacto que as decisões de hoje terão no amanhã.

Presente e futuro

Nossa jornada continua. Estamos convictos de que o debate sério, independente e qualificado será capaz de mobilizar a nação e traçar novos rumos para nossa história. Não há como negar que a forma como planejamos produzir e consumir energia é determinante para o futuro do país em vários aspectos, muito além do econômico.


Uma Gota no Xingu

Por um Brasil mais consciente, inteligente e responsável!